quinta-feira, 20 de abril de 2017

Já provou vinho ucraniano?

Que hoje em dia se produz vinho bom em praticamente todos os cantos do planeta isto é fato e já não é mais surpresa, especialmente quando falamos de velho mundo. Mas mesmo assim, quando o assunto é Europa, vamos combinar que a Ucrânia certamente não é entre os primeiros países que vem a cabeça dos enófilos experientes.

Mas a Ucrânia tem longa tradição vinícola, com registros que remetem ao século VII A.C! Para um europeu como eu provar pela primeira vez vinho da Ucrânia aqui no Brasil soa certamente estranho, mas a verdade é que, como acontece também em outros pequenos países produtores, os vinhos ucranianos praticamente não saem para o exterior porque são todos absorvidos pelo mercado interno.

Esta tarefa é apenas para importadores ousados e antenados como o nosso amigo Fernando Zamboni da Winelands, que com garimpo primoroso traz constantemente para o Brasil novidades exóticas, rótulos e uvas diferentes de regiões pouco exploradas e sempre interessantes.

Provei dois vinhos da vinícola Shabo, talvez a mais respeitadas da Ucrânia, ambos procedentes da região de Odessa, consideradaa melhor para viticultura local.

- Shabo Young Cabernet Sauvignon & Merlot 2015: como o próprio nome indica, é para se desfrutar jovem, aproveitando seu frescor e abundante fruta vermelha tanto no nariz quanto na boca. É um vinho leve e simples, mas de qualquer forma correto e bem equilibrado. Inclusive um belo coringa para harmonizações.



- Shabo Classic Merlot 2014: este, mesmo sendo também um vinho leve, já tem mais presença (inclusive tem passagem em madeira) e estrutura. Boa intensidade aromática, com destaque para frutas silvestres e um paladar bem agradável, suportado por boa acidez, taninos finos e carvalho bem integrado.



Resumindo (também para você não achar que estou rasgando demais a seda do Fernando), os vinhos podem não ser memoráveis, mas são muito bem feitos, e se você se considera um enófilo curioso e atento, aberto a novidades e a países menos badalados, aí eu digo que você tem o dever de provar. Nem que seja para adicionar mais um país ao seu Vivino ;-)



0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...